Acompanhe as notícias mais atualizadas do segmento.

Top Of Mind

20 de fevereiro de 2014

Aconchegante, confortável e funcional

Uma decoração que revela os gostos e tudo o que a arquiteta Ana Carolina Ribeiro Bellissimo valoriza: referências familiares.

625cc0fb-03b5-4f1a-96c2-b42617bc4268

Uma casa organizada, mas para ser usada. E que está sempre pronta para receber os amigos. Assim a arquiteta Ana Carolina Ribeiro Bellissimo define seu jeito de morar. A escolha do apartamento entrou para a história de seu casamento. “Nem nos conhecíamos quando o Everson [seu marido] vendeu todo o revestimento que seria usado no prédio e, ao visitar a obra, ele gostou muito da planta. Eu também adorei o projeto desde o momento em que comecei a trabalhar no prédio”, conta.

O desejo individual de cada um se tornou um sonho em comum anos depois. “Prático, na dimensão ideal para nosso momento de vida e que cabia dentro dos nossos sonhos”.

Já na entrada o hall revela valores da arquiteta, como a religiosidade e a amizade. A imagem barroca de Nossa Senhora, uma peça durante muito tempo procurada por Ana Carolina, dá boas vindas a quem chega e abençoa a entrada e a saída da arquiteta no seu dia a dia. O aparador chinês abriga a santa e imprime toques étnicos à ambientação. As fotos de Lídia Muradás foram presentes da fotógrafa para a amiga.

A decoração contemporânea é revelada na mescla de estilos do mobiliário, que reúne móveis de linhas retas, design clássico, étnicos e antigos, como a porta centenária. “Mudo sempre uma peça ou outra e gosto de acrescentar algo diferente. Acredito que a decoração seja isto, uma experiência de misturar o novo com o antigo, buscando harmonia e elegância”, define.

A cor preta marca presença em todos os ambientes, seja em pequenas pinceladas como na tela da sala de jantar, ou no mobiliário. “É uma cor neutra que aprecio e uso muito”, diz.

Vasos de plantas surgem em diversos cantos, agregando alegria e vida aos ambientes. “Gosto de ver o verde. Traz tranquilidade”, diz. Na varanda gourmet, as samambaias chamam a atenção. Os móveis rústicos que a decoram vieram na antiga casa. “Tem uma vista linda à noite. Enxerga-se a cidade inteira”, comenta.

Contemporaniedade
A mistura de materiais dá aconchego ao living. Peças de madeira e o vermelho esquentam o ambiente. O banco chinês, a mesa saarinen e as cadeiras swan traduzem a mistura. “Essa mescla traz contemporaneidade e aconchego. Não é preciso ser rígido, com um único estilo”, diz a arquiteta.

A tela do artista ribeirão-pretano Taroco, feita especialmente para o ambiente, ganha destaque. A mesinha de centro preta e com trabalho em chifre, na cor predileta de Ana Carolina, foi uma das primeiras peças de decoração adquiridas. Os pendentes da cabeceira de cama do antigo apartamento ganharam nova função e hoje marcam a divisão de ambientes.

Uma luz diferenciada sobre o aparador/bar separa o living do home, sem perder a integração. “Permite que todos conversem ou assistam à TV. É um espaço para ser desfrutado”, diz a arquiteta. O vidro que abriga rolhas de garrafas guarda lembranças dos vinhos tomados com os amigos em casa ou em lugares especiais.

Referências familiares
A porta centenária de demolição é uma referência familiar. Relembra o projeto da residência dos pais da arquiteta, assinado por ela e um marco em sua carreira. Ana Carolina usou portas, esquadrias e móveis retiradas do antigo Colégio Santa Úrsula, demolido no Centro de Ribeirão Preto. Pelos seus quase 3 metros de altura, foi preciso abrir um vão especialmente para recebê-la. “Quando a vi, logo me apaixonei”, conta.

A porta divide a área social da íntima. O resgate de suas origens surge em uma montagem de fotos da família na parede da circulação. “Dividi em três etapas, que revelam a união das famílias Bellissimo e Barreto Ribeiro. De um lado estão as nossas fotos quando crianças, com os familiares, os filhos dele e do casamento nosso e dos nossos pais”, detalha.

Fonte: Jornal A Cidade

Faça seu comentário