Acompanhe as notícias mais atualizadas do segmento.

Top Of Mind

21 de outubro de 2013

Arquiteto cria casa que “escorrega” na Grã-Bretanha

Fachada pré-fabricada da edificação avança para área do jardim e cria ilusão de desmoronamento.

1

O arquiteto britânico Alex Chinneck transformou a frente de uma casa abandonada em uma fachada sinuosa que causa a impressão de que está “escorregando” para a rua. Em ruínas, a edificação estava em desuso desde 2002 em Margarete, no sudeste da Grã-Bretanha.

2

Para construção, o empreendimento de quatro andares teve sua fachada superior removida. O pavimento inferior da edificação foi reprojetado para uma área à frente do perímetro da edificação. Uma fachada de tijolos, portas e janelas faceia toda a estrutura em vertical e, em curva, avança como “cobertura” do andar térreo, criando a ilusão de que o prédio desliza (ou desmorona) em direção ao jardim da frente do imóvel.

3

Conhecido como “From the Knees of my Nose to the Belly of my Toes” – que, em português, poderia ser traduzido como “Dos joelhos do meu nariz para a barriga dos meus dedos” -, o empreendimento composto por painéis pré-fabricados levou seis semanas para ser construído e foi viabilizado a partir da doação de materiais e serviços por parte de dez empresas líderes da indústria britânica. No total, a obra consumiu £100,000 (aproximadamente R$ 354 mil) em investimentos.

4

O arquiteto disse que seu objetivo foi “criar uma obra de arte que pudesse ser entendida e apreciada por qualquer espectador. A casa proporciona uma experiência lúdica”. Além disso, segundo ele, a residência será um ponto turístico para os visitantes da pequena cidade.

5

Chinneck comenta ainda que, ao criar a casa, seu desejo era subverter a ideia de estabilidade dos tijolos e cimentos, e dar a materiais inflexíveis, uma aparência de fluidez e flexibilidade. A obra de arte ficará exposta por um ano, antes de que aconteça uma nova reforma para transformá-la em uma casa convencional.

Fonte: Pini Web

Faça seu comentário