Acompanhe as notícias mais atualizadas do segmento.

Top Of Mind

29 de abril de 2013

Biblioteca estadunidense conta com ‘mundo de vidro’

mapparium1_edit

Embora os textos presentes neste blog costumem falar das novidades arquitetônicas em que o vidro é elemento de destaque, há obras que foram feitas décadas atrás mas continuam tão — ou até mais — fascinantes nos dias de hoje. Uma delas, situada dentro da Biblioteca Mary Eddy Baker na cidade de Boston, Massachusetts (EUA), é um vitral que atende pelo nome de “Mapparium”.

O Mapparium é uma encantadora representação do nosso planeta; um mapa-múndi feito na forma de um globo de três andares composto por 608 painéis grossos de vitrais (cada um tendo área de 0,625 x 1,25 cm), que pode ser visto tanto de fora como de dentro. Quem entra no Mapparium encontra-se bem no seu centro, caminhando sobre uma ponte de 9,1 m — também feita de vidro, como não poderia deixar de ser.

Essa estrutura poderia se passar por uma obra recente, mas sua inauguração data do ano de 1935. Idealizado pelo arquiteto estadunidense Chester Lindsay Churchill cinco anos antes, o Mapparium começou a ganhar forma em 1934 com a compra dos painéis da Hope Glass Company, na Inglaterra, enviados para a Rambusch Company, em Nova York. Lá, cada painel do mapa foi pintado com uma mistura de pó de vidro colorido e aquecido em forno, para fundir a cor ao painel. Mais de um ano depois, os painéis finalizados foram encaixados na moldura esférica de bronze que prende o grande vitral.

Em termos visuais, a perspectiva do espectador dentro do globo é equidistante em relação a qualquer ponto do mapa (o qual não foi atualizado desde sua inauguração, pelo alto custo que isso demandaria). Outra característica peculiar do Mapparium é sua acústica: se uma pessoa estiver em um dos extremos da ponte e outra pessoa estiver no outro extremo, elas podem sussurrar e, ainda assim, uma conseguirá ouvir a outra. E, se alguém falar dentro do globo, conseguirá ouvir a própria voz como se fosse outra pessoa falando ao seu ouvido.

Fonte: Abra Vidro

Faça seu comentário