Acompanhe as notícias mais atualizadas do segmento.

Top Of Mind

13 de março de 2014

Casa de Férias Cravada na Colina

Volumes envidraçados e conectados caracterizam a residência Buck Creek House, na costa sul da Califórnia.

1

Ancorada no poder e na beleza da paisagem californiana, a residência Buck Creek é uma casa de férias magistralmente projetada para integrar-se ao ambiente externo em múltiplos aspectos. Inaugurado em meados do ano passado, o empreendimento é assinado pelos arquitetos do Fougeron Architecture, escritório que tem se especializado em uma arquitetura residencial sofisticada, típica da região de Big Sur, na costa sul da Califórnia.

De ponta a ponta, e em todas as faces da residência, o que não falta é vidro. Das paredes e fechamentos à cobertura, a transparência é ponto alto do projeto cravado no alto da colina, permitindo imersão completa na estonteante paisagem que o cerca. “O conceito foi estabelecer estruturas que mantivessem a casa inseparável de seu contexto”, comentam os arquitetos da equipe do Fougeron Architecture. “O empreendimento é perfeitamente incorporado ao terreno, ao lado do qual há uma queda de mais de 250 metros ao longo da encosta e em direção ao Oceano Pacífico.”

2

Embora o intuito principal seja oferecer as mais deslumbrantes vistas da região, os arquitetos dizem que a casa não foi projetada como uma simples janela gigante para a paisagem. O conceito exigiu formas mais complexas, que resultaram em um volume estreito e alongado, acompanhando os contornos naturais do terreno e a geometria da construção, que teve suas formas e estruturas adaptadas de acordo com à vegetação nativa circundante, composta por bananeiras de florestas litorâneas.

O volume principal é dividido em duas caixas retangulares conectadas entre si por meio de uma área intermediária integralmente envidraçada, uma espécie de refúgio projetado para contemplar a paisagem. O menor dos dois volumes abriga uma suíte com pé-direito duplo, que atua como um mirante dobre o oceano, oferecendo vistas de tirar o fôlego através de suas aberturas envidraçadas de piso a teto. “A fachada é concebida para expressar simultaneamente abrigo e exposição”, comentam os autores. “Enquanto a face norte é transparente para abrir vistas para o mar e para a costa, a face sul é fechada e atua como uma proteção das forças naturais, do sol e do vento excessivos”, completam os arquitetos.

3

4

5

Fonte: Vidro Impresso

Faça seu comentário