Acompanhe as notícias mais atualizadas do segmento.

Top Of Mind

23 de novembro de 2011

Dicas de estilistas para sua casa

Para quem cansou de adjetivos como “clean” ou minimalista, combinações ousadas ajudam a transformar o ambiente. Estilistas conhecidos pela mistura de cores fortes em suas coleções contam que a decoração de casa virou uma extensão dos tecidos que utilizam na passarela.

Adriana Barra, por exemplo, diz não ver problema em juntar no mesmo ambiente as estampas que costumam aparecer nos vestidos que cria. “Minha casa é uma mistureba de cores. Tenho xadrez, listras e florais em um mesmo ambiente, espalhados por sofás, paredes e almofadas.”

Produção Simone Pokropp

Sugestões de cores fortes e estampas para decorar tanto sófas e almofadas como paredes do quarto ou da cozinha

A estilista não se conforma com a falta de ousadia de uma decoração “clean”. “Tenho notado que está tudo cada vez mais bege. Não entendo como alguém pode deixar de expressar sua própria personalidade.”

Do mesmo time que abdica das cores neutras, Liana Thomaz, da grife Água de Coco, conta que algumas duplas são infalíveis, como verde com azul. “Pode ser na versão aquarelada ou intensa. Quem é mais discreto, pode arriscar turquesa com verde-folha. Para os mais ousados, marinho com verde-oliva”, sugere.

Na casa de Paola Robba, da marca de moda praia que leva seu nome, há espaços monocromáticos intercalados com ambientes coloridos. A sala é toda branca, mas as cores imperam no cômodo ao lado, onde a família faz as refeições, e no quarto da filha. Almofadas, colcha e tapete misturam laranja, roxo e branco.

Mesmo a sala branca foge da monotonia com quadros e esculturas trazidas da Bahia, que misturam amarelo, vermelho e azul. “Desse tipo de mistura, de cores em objetos distintos, eu gosto muito”, conta ela.

Lembranças de viagens, que ajudam na hora de decorar, também são ponto alto no apartamento de Walério Araújo. “Tenho muito artesanato nordestino junto a enfeites coloniais que trago da fazenda da minha irmã. São eles que acabam colorindo paredes inteiras”, conta.

Lino Villaventura é da mesma opinião. “Adoro entrar num lugar cheio de lembranças de viagens, daqueles onde você esbarra em tudo.”

Em seu apartamento, tecidos das coleções também ajudam na decoração. “Fiz um painel com o bordado que reaproveitei de um casaco. Tem muito vestido que acaba virando forro de sofá.” Ele defende, porém, que não adianta fazer misturas ousadas se a casa não tiver a cara do dono.

Fonte: Aquidauna News

Faça seu comentário