Acompanhe as notícias mais atualizadas do segmento.

Top Of Mind

24 de abril de 2013

Em edifício, vidro ajuda na geração de energia a partir de algas

biqhouse1_edit

A busca por fontes renováveis e sustentáveis de energia é uma preocupação constante ao redor do mundo. Pensando nisso, a multinacional britânica Arup, em parceria com a alemã SSC Strategic Science Consultants e a austríaca Splitterwerk Architects, construiu um edifício residencial inusitado em Hamburgo, na Alemanha. Batizado como BIQ House, ele conta com duas fachadas de biorreatores para geração de eletricidade a partir de microalgas.

As microalgas usadas nas fachadas são cultivadas em biorreatores de vidro, de 2,5 m por 0,7 m de área. Cerca de 130 biorreatores foram instalados nas fachadas sudoeste e sudeste do edifício, que tem quatro andares. Segundo a Arup, o sistema permite que as algas cresçam mais rapidamente com a luz do Sol.

Além de produzir biomassa, os biorreatores de vidro também captam energia térmica solar, podendo usar as duas fontes de energia para atender às necessidades da BIQ House. O sistema da BIQ House apresenta, ainda, outros benefícios, como sombreamento dinâmico, isolamento térmico e redução dos ruídos sonoros.

A BIQ House foi oficialmente apresentada no dia 23 de março, na abertura da International Building Exhibition. No dia 25 de abril, o sistema de geração de energia do edifício será colocado em operação em um evento midiático inaugural.

Fonte: Abra Vidro

Faça seu comentário