Acompanhe as notícias mais atualizadas do segmento.

Top Of Mind

22 de julho de 2014

Nova estação de metrô do Rio de Janeiro investe em vidro de controle solar

01

 

A nova estação de metrô do Rio de Janeiro conta com mais de 1.000 m² de vidros em diferentes aplicações com objetivo não só de embelezar o ambiente, mas também de oferecer conforto aos usuários.

 

Os vidros utilizados na Estação Uruguai foram fornecidos pela PKO do Brasil, e somam 1.100 m², no total. Eles foram aplicados em diferentes situações e com cuidado necessário para fornecer conforto térmico aos passantes. Nos fechamentos laterais, foram utilizados 800 m² de vidros em peças modeladas (triangulares), fabricadas em vidros laminados e temperados Low-e com Sentryglas, com 12 mm de espessura.

 

As coberturas somam 200 m² de vidros laminados e temperados Low-e com Sentryglas + Bioclean (autolimpante), com 12 mm de espessura. E nos guarda-corpos foram utilizadas peças modeladas, curvas e retangulares, que somam 100 m² de vidros laminados temperados incolores de 12 mm, com Sentryglas.

 

O supervisor de vendas da PKO, Fábio Persio, destaca que os vidros de controle solar Low-e, aplicados em todos os cinco acessos da estação, garantem ainda mais conforto ao usuário. “Esse material diminui, significativamente, a entrada de calor no ambiente, sem interferir na neutralidade e transparência, o que manteve os traços de leveza e suavidade da estrutura metálica em perfeita harmonia com os conjuntos de vidros”.

 

Esta foi a primeira obra da PKO no setor de transporte público e a questão de segurança também foi avaliada e pensada na hora de escolher os tipos de vidros usados na estação. Sobre isso, Persio destaca que os produtos aplicados em todos os acessos foram produzidos com películas Sentryglas da Dupont, que garantem que os vidros permaneçam em seu vão, mesmo quando quebrados por agressão, vandalismo ou acidente. “Além disso, os vidros foram temperados e laminados, o que aumentou a resistência mecânica do material em até 6x”, explica o supervisor de vendas.

 

A Estação Uruguai é a quarta situada na Tijuca e tem 300 metros de plataforma e 7 mil m² de área escavada. São cinco acessos: um na Rua Dona Delfina, dois na Rua Itacuruçá e dois acessos na Rua Conde de Bonfim, sendo um na calçada sentido Praça Saens Peña e outro no sentido Usina. A estação ainda possui 10 escadas rolantes, 6 elevadores, sendo dois deles exclusivos para portadores de necessidades especiais, e piso podotáctil para deficientes visuais em toda estação.

 

A estimativa é que a nova estação contribua para a redução de 46% na quilometragem percorrida pelos ônibus de integração (de 132.000 km para 71.000 km/mês, diminuindo, assim a emissão de gás carbônico na região.

 

Fonte: Tecnologia & Vidro

Faça seu comentário