Acompanhe as notícias mais atualizadas do segmento.

Top Of Mind

04 de junho de 2012

Saiba os tecidos que transformam em decoração de ambientes sem pesar no bolso

Decorar a casa exige criatividade e uma boa dose de planejamento. Alguns truques podem ser usados para minimizar os custos, principalmente para quem gosta de mudar a decoração com frequência. Uma boa opção é usar elementos maiores, como sofás e móveis grandes, em cores mais neutras e brincar com o resto da decoração usando tecidos. Roberta Gabriel, designer têxtil, comenta que a vantagem de usar esse material na decoração é que ele permite uma liberdade maior para inovar nos ambientes ao aliar a criatividade e a variedade de estampas que o mercado oferece. “Você pode mudar o ambiente como quiser sem precisar gastar muito”, sugere a designer têxtil.

Ana Elisa Vidal, gerente de produtos da Promex Decor, afirma que o uso dos tecidos serve principalmente para deixar os ambientes mais aconchegantes, sem falar no custo e na facilidade para repaginar os cômodos. “O mercado busca novidades que diferenciem e saiam da mesmice. Os tecidos funcionam de um a dois anos, porém o mercado busca novidades em cores e estamparias a cada seis meses”, explica Ana Elisa.

Dentre as opções de uso do tecido que podem transformar completamente o ambiente estão as mantas para sofá, capas para almofadas, forrações em cadeiras e luminárias, cortinas, aplicação direto na parede, tapetes e roupa de cama, que ajuda a compor um visual novo no quarto a cada troca. O dinamismo proporcionado pelo tecido é outro fator que favorece o seu uso. “A lona de caminhão que ia para o lixo por estar velha e com remendos pode virar um painel ou até mesmo revestir um pufe. A manta do sofá que já está desgastada e velha também pode virar um mural. A sustentabilidade está muito presente no uso dos tecidos”, comenta Roberta.

A personalização é outro ponto forte que pode ser explorado quando o assunto é tecido. Tamanhos e estampas podem variar conforme o gosto e a necessidade, dependendo apenas da criatividade do morador ou de quem vai decorar o ambiente. A designer têxtil sugere que os tecidos naturais sejam priorizados quando há contato direto com a pele. Um bom exemplo são as mantas em tricô e as almofadas em algodão. Para paredes, por exemplo, tecidos mais rígidos, como o linho ou a própria lona de caminhão, são mais indicados.

Fonte: Bbel

Faça seu comentário